«O Rei dos Frangos não é esse rei dos frangos» – Churrasqueiras Rei dos Frangos desmente ligações ao presidente do Benfica

Em Correio dos Leitores

“Mais uma vez, a nossa empresa Churrasqueiras Rei dos Frangos, Lda, com sede em Leiria e com 19 churrasqueiras take-away em Portugal, vem a público defender o seu bom nome e vincar que em nada tem a ver com o circo metáforico “do rei dos frangos”, nem com nenhuma das pessoas envolvidas nesse grupo de peças que se vêm noticiando desde 2019″, esclarece a empresa num comunicado publicado no seu site.

Em causa, notícias na comunicação social nacional feitas descuidadamente, que em lugar do nome de José António dos Santos, referiram a sua alcunha de “rei dos frangos” como estando relacionado com os negócios de Luís Filite Vieira, ontem detido.

“Nenhuma das nossas lojas nem a nossa sede foi alvo de buscas por qualquer núcleo de investigação ou instituição de segurança pública. Em nada estamos relacionados com o Sr. Luís Filipe Vieira ou com qualquer uma das empresas que dá origem às diversas peças jornalísticas”, esclarece a Churrasqueira.

Na realidade, a empresa chama-se Churrasqueiras Rei dos Frangos, Lda. e tem direitos sobre a marca comercial “Rei dos Frangos”. Este é o nome utilizado nas suas lojas para denominar o nosso serviço e os seus produtos. “Queremos e devemos lutar pelo bom nome desta marca e desta empresa que existe desde 1989”, reclama.

Acontece que um dos gerentes da empresa Churrasqueiras Rei dos Frangos, Lda. chama-se João Carlos Paiva Santos. Mas, a empresa salienta que “em nada o nosso gerente está relacionado com o Sr. Luís Filipe Vieira nem com qualquer uma das empresas que dá origem aos negócios noticiados“.

Em causa o Grupo Valouro SGPS, SA. que tem como administrador o Sr. José António dos Santos, o tal apelidado de “rei dos frangos” por parte dos órgãos de comunicação”, afirma a empresa, salientando que “entre João e José vai todo um nome diferente, que deveria servir para inúmeras peças jornalísticas o conseguirem discernir, mas inúmeras vezes deixaram de o fazer”.

O comunicado do verdadeiro Rei dos Frangos aditanta que “não existe nem existiu qualquer relação empresarial entre a nossa empresa e o Sr. José António dos Santos, além da natural interação comercial entre fornecedor e comprador: a Avibom, uma das empresas do Grupo Valouro, vende matéria-prima à Churrasqueiras Rei dos Frangos, concretamente, frango. Porque é de assar frango que nós percebemos, de acções e SADs… nem tanto”.

Perceba-se, desde já, a diferença de tratamento entre o indivíduo Luís Filipe Vieira, sempre tratado pelo nome, e o indivíduo José António dos Santos, que nunca é tratado pelo nome nem pelas empresas que gere, mas por uma metáfora bem mais curta e elegante, o “rei dos frangos”. E é aqui que, infelizmente, somos chamados “à baila”, refere a Churrasqueira.

Sublinha que “nos dias que correm, nenhum jornal sequer se dá ao trabalho de falar em Valouro GSPS ou qualquer outra empresa devidamente detida e/ou administrada pelo senhor que é descrito como amigo do senhor Luís Filipe Vieira. Hoje, temos clientes, fornecedores e amigos a perguntar, a ligar e a comentar consecutivamente, sem já conseguirem distinguir uma metáfora demasiadamente disseminada, estupefactos sobre o que (não) está a acontecer”.

E para concluir, o Rei dos frangos deixa como nota final, “até explicamos mais: os nossos gerentes até são simpatizantes do Sporting!

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*