Golfe: Xira Open PGA – Pedro Almeida e Tiago Cruz em luta acesa pelo título

Em Desporto

Pedro Almeida fez este domingo a sua melhor volta da época em torneios do circuito profissional português e assumiu a liderança do Xira PGA Open, o torneio de 6 mil euros em prémios monetários que termina esta segunda-feira, dia 26 de julho, no Santo Estêvão Golfe, em Benavente. 

Tiago Cruz, o 2.º classificado no primeiro dia. Fotografia de Hortense Infante

O campeão nacional amador de 2013, agora profissional, somou 67 pancadas, 6 abaixo do Par, sendo a primeira vez este ano que joga na casa das 60’s. Nos três torneios anteriores do circuito da FPG teve dois top-15. Neste evento da PGA de Portugal, em parceria com o Xira Golf, visa um primeiro título. «Hoje foi um bom dia, correu tudo bem e foi só evitar os erros. Hoje choveu um bocadinho, mas estava abafado com temperaturas não muito fortes, pelo que até foi agradável. Comecei do buraco 10 e acabei bem os primeiros nove, com 3 birdies seguidos (no 15, 16 e 17) e depois 1 eagle (no 18), o que deu-me logo uma margem confortável», disse o representante do Belas Clube de Campo, que ainda fez mais 2 birdies nos buracos 6 e 8, com apenas 1 bogey sofrido (no 3). 

Pedro Almeida, o líder na primeira volta. Fotografia de Hortense Infante

A concorrência é forte e a apenas 1 pancada de distância está Tiago Cruz, que também só perdeu 1 pancada (no 6), convertendo 6 birdies, incluindo no último buraco (o 9) para ficar à distância mínima. O campeão nacional de profissionais de 2014 e 2015 só decidiu à última hora participar no Xira PGA Open e ainda bem que o fez, pois foi 2.º classificado no Pro-Am de ontem e está bem posicionado para tentar conquistar o título principal amanhã. 

Pedro Almeida, o líder na primeira volta. Fotografia de Hortense Infante

A melhor jogadora é Filipa Capelo, a amadora que estuda e compete na California Baptist University, que está no 10.º lugar da geral com 77 (+4), menos 1 pancada do que a ex-tetracampeã nacional Susana Ribeiro. O melhor amador masculino é João Forte, no 13.º posto, com 78 (+5).

Publique o seu comentário