fbpx

ANAM atribuiu prémios para distinguir projetos de cidadania no âmbito da ação das Assembleias Municipais

Em Nacional

A ANAM (Associação Nacional de Assembleias Municipais) galardoou diversas iniciativas no âmbito do trabalho desenvolvido pelas Assembleias Municipais em nome da democracia local. Os prémios “ANAM 2020” foram anunciados durante a realização da última iniciativa “ANAM em diálogo 2.R – No caminho das regiões”.

Atribuídos anualmente, estes galardões foram criados com o objetivo de reconhecer, no plano nacional, estudos, artigos, trabalhos de investigação científica e jornalística e trabalhos de âmbito escolar relacionados com matérias que valorizem e dignifiquem as Assembleias Municipais e o seu papel na organização democrática dos municípios.

Albino Almeida, presidente da ANAM, entregou Prémio ao representante da Assembleia Municipal da Horta, Hugo Parente

Para Albino Almeida, presidente da ANAM, a atribuição destes prémios «representa o reconhecimento do esforço que tem vindo a ser feito no âmbito da divulgação da valorização do trabalho das Assembleias Municipais em prol dos cidadãos. Para nós é uma honra constatar que existem tantos trabalhos que abordem esta temática e que também eles possam contribuir para uma maior difusão das AM como órgãos fundamentais do poder local e essenciais no estado democrático. Estes trabalhos são um contributo, essencial, para a divulgação e o realçar da importância da democracia local na nossa sociedade.»

Com um júri composto pelo presidente da ANAM, Albino Almeida, a presidente da Assembleia Municipal de Braga, Hortense Santos e o presidente da Assembleia Municipal de Alcobaça, Luís Castelhano, foram atribuídos os prémios “Boas Práticas” 2021. Destinado a reconhecer o trabalho das Assembleias Municipais existentes, na promoção das boas práticas no seu funcionamento e o seu impacto local na relação com os munícipes, a deliberação deste galardão teve em consideração os seguintes critérios: prática que pode ser inspiradora para todas as Assembleias Municipais; envolvimento efetivo das comunidades; continuidade do projeto no tempo; e o outros fatores distintivos.

Assim, e tendo em conta estes pressupostos, o júri decidiu atribuir o prémio, ex aequo, às Assembleias Municipais de Horta e Lamego, assim como uma menção honrosa à Assembleia Municipal do Barreiro.

António Afonso, secretário-geral da ANAM, José Lourenço, presidente da Assembleia Municipal de Lamego, Hugo Parente, representante da Assembleia Municipal da Horta, Emanuel Marques, representante da Assembleia Municipal do Barreiro, e Luís Albuquerque, presidente da Câmara Municipal de Ourém.

Foi, também, determinado pelos três elementos do júri que receberiam, nesta categoria, diplomas de mérito pela qualidade da sua participação, demonstrativa do contributo que os órgãos deliberativos dão para afirmação do Poder Local em Portugal, as assembleias municipais da Amadora, Arruda dos Vinhos, Braga, Oliveira de Azeméis, Ourém e São João da Madeira.

Publique o seu comentário

Recentes de Nacional

Ir para Início
%d bloggers like this: