fbpx

Censos2021: Portalegre é a capital de distrito que perdeu mais habitantes – Santarém perde 4,8% da população

Em Região

Portalegre, com uma queda de 10,3%, é a capital de distrito que mais perdeu população nos últimos dez anos, segundo dados preliminares dos Censos 2021 hoje divulgados, que revelam que só seis das 18 capitais distritais ganharam habitantes.

É também Portalegre o município capital de distrito com menor número de habitantes: 22.369 (eram 24.930 em 2011).

A seguir a Portalegre, as maiores diminuições de população nas capitais de distrito foram em Beja (-6,8%), Castelo Branco (-6,8%), Guarda (-5,6%) e Évora (-5,4%), todas cidades da beira interior e do Alentejo, revelam os dados hoje divulgados pelo Instituo Nacional de Estatística (INE).

As outras capitais de distrito em que diminuiu a população residente desde 2011, ano dos censos anteriores, foram Santarém (-4,8%), Vila Real (-4,3%), Viana do Castelo (-3,2%), Bragança (-2,2%), Porto (-2,4%), Lisboa (-1,4%) e Coimbra (-1,8%).

Nos restantes concelhos que são capitais de distrito aumentou o número de residentes, com Braga a registar o maior crescimento (+6,5%).

Seguem-se Faro (+3,9%), Aveiro (+3,1%), Setúbal (+2,1%), Leiria (+1,4%) e Viseu (+0,4%).

No conjunto das 18 capitais de distrito, a perda de população foi de 0,9% (de 2.059.691 em 2011 para 2.042.006 este ano).

Já nas duas maiores cidades das Regiões Autónomas, tanto Funchal, na Madeira, como Ponta Delgada, nos Açores, perderam habitantes, com quedas de 5,3% e 2,2%, respetivamente.

Os Censos de 2021 registaram 105.919 habitantes no Funchal (eram 111.892 em 2011) e 67.287 em Ponta Delgada (68.809 em 2011), segundos os dados preliminares do inquérito à população feito este ano pelo INE.

Portugal tem hoje 10.347.892 residentes, menos 214.286 do que em 2011, segundos os resultados preliminares dos Censos 2021.

Em termos censitários, a única década em que se verificou um decréscimo populacional foi entre 1960 e 1970, indicou o INE.

A fase de recolha dos Censos 2021 decorreu entre 05 de abril e 31 de maio e os dados referem-se à data do momento censitário, dia 19 de abril.

Tags:

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Recentes de Região

Ir para Início