fbpx

Nuno Cardigos é candidato do PSD/CDS-PP à Câmara de Almeirim e quer pagar propinas dos universitários

Em Autárquicas 2021

O candidato da coligação PSD/CDS-PP à presidência da Câmara Municipal de Almeirim nas eleições autárquicas de 26 de setembro, Nuno Cardigos, quer que a autarquia pague as propinas a todos os estudantes do ensino superior do concelho.

Nuno Cardigos, de 51 anos, é licenciado em Gestão de Empresas e empresário na área das tecnologias de informação, desempenhando atualmente o cargo de deputado na Assembleia Municipal de Santarém.

Em declarações à agência Lusa, o social-democrata disse ter como principais prioridades o “desenvolvimento económico e a coesão territorial” do município.

No que diz respeito ao desenvolvimento económico, Nuno Cardigos apontou para a afirmação de Almeirim, no distrito de Santarém, no setor Vitivinícola e da agroindústria.

Na área da coesão territorial, o candidato disse pretender que a Câmara Municipal suporte o pagamento das propinas de todos os alunos do ensino superior do concelho e a atribuição de um subsídio complementar para os cuidadores informais.

Ainda na área social, Nuno Cardigos apontou para a criação de um gabinete de apoio às vítimas de violência doméstica, sublinhando que se trata de um crime com expressão no município.

A criação de um museu internacional e de um centro de interpretação sobre o vinho e de um centro hípico são outras das propostas do candidato.

“Todas as nossas propostas têm um horizonte temporal de 12 anos”, apontou.

O município de Almeirim tem 22.033 habitantes (censos 2021) e é composto por quatro freguesias.

O atual presidente do executivo municipal é o socialista Pedro Ribeiro, que se candidata para um terceiro mandato.

Nas eleições autárquicas de 2017, o PS obteve a maioria absoluta com seis eleitos (73,9% dos votos), num executivo que integra, ainda, uma eleita da CDU (11,1% dos votos).

Além de Nuno Cardigos, concorrem à Câmara Municipal de Almeirim o atual presidente, Pedro Ribeiro (PS), Beatriz Apolinário (CDU) e Flávio Rodrigues (Chega).

As eleições para os cidadãos escolherem a configuração de executivos municipais, assembleias locais e juntas de freguesia estão marcadas para o dia 26 de setembro.

Em Portugal, há 308 municípios (278 no continente, 19 nos Açores e 11 na Madeira) e 3.092 freguesias (2.882 no continente, 156 nos Açores e 54 na Madeira).

Tags:

Publique o seu comentário

Recentes de Autárquicas 2021

Ir para Início
%d bloggers like this: