Quinta-feira, Junho 20, 2024
InícioAutárquicas 2021Socialista Anabela Freitas quer "continuar a servir" Tomar
banner-complexo-aquático

Socialista Anabela Freitas quer “continuar a servir” Tomar

A atual presidente da Câmara de Tomar, Anabela Freitas (PS), é candidata a um terceiro mandato nas eleições do próximo dia 26, declarando a vontade de “continuar a servir” o concelho onde nasceu e cresceu.

Apontando o trabalho realizado ao longo dos últimos anos, em particular as medidas adotadas fruto da pandemia da covid-19, que “exigiu e exige a redefinição de prioridades”, obrigando a “parar” muitos projetos, Anabela Freitas destaca, do mandato que agora termina, o que foi feito no concelho “em matéria de habitação social” e de requalificação do espaço público.

Como desafios para um eventual futuro mandato coloca a necessidade de alargar o acesso à habitação aos jovens e trabalhadores de classe média, assegurando custos adequados aos seus rendimentos, “para que os trabalhadores das empresas que se estão a instalar, e as que no futuro se possam instalar em Tomar, possam trabalhar, mas também viver em Tomar”.

Anabela Freitas refere o protocolo assinado para financiamento de habitação a custos controlados, bem como o financiamento já assegurado de 2 milhões de euros para a reabilitação do rio Nabão.

Aponta “a transformação do espaço público em espaço de qualidade, seja na oferta de meios suaves de transportes, seja em transportes públicos ambientalmente sustentáveis, ou, ainda, em devolver aos cidadãos o espaço público”.

A recandidata socialista à Câmara de Tomar coloca a aceitação de competências em matéria de saúde como “um desafio” para um próximo mandato.

“Mais do que recebermos instalações e recursos humanos, é imprescindível criar, com as unidades de saúde de cuidados primários, programas por forma a chegar a todos os cidadãos. Desde logo termos uma radiografia do concelho em matéria de patologias, por forma a delinear respostas públicas direcionadas, à condição de saúde de cada um dos tomarenses”, declara na página da sua candidatura.

A candidata socialista reivindica o trabalho feito no “posicionamento de Tomar a nível nacional e internacional”, não só na promoção “enquanto destino turístico de excelência”, mas também pelos “projetos piloto e inovadores”, como as ‘smart cities’, que exigem “a existência de infraestrutura tecnológica em todo o concelho”.

Afirmando que, até ao final do ano, a cobertura de fibra ótica será de 85%, apontou como objetivo atingir os 100% em 2022.

Acrescenta as redes criadas para captação de investimento e a “projeção de Tomar enquanto concelho para filmagens de filmes, telenovelas e documentários, quer para órgãos de comunicação social nacionais quer internacionais”.

Apontando que o próximo mandato autárquico coincidirá com um novo quadro de financiamento comunitário e com a execução do Plano de Recuperação e Resiliência, Anabela Freitas afirma acreditar que será também o da criação da nova NUT II do Oeste e Vale do Tejo, com “toda a diferença que fará” para as famílias, as empresas e a região.

Anabela Gaspar de Freitas, 54 anos, técnica de emprego, foi diretora do Centro de Emprego de Tomar e eleita deputada à Assembleia da República em 2009 e 2011, tendo conquistado a Câmara de Tomar nas autárquicas de 2013 ao PSD.

Foi presidente da Concelhia de Tomar do PS e do Departamento Federativo Mulheres Socialistas de Santarém e deputada municipal, além de ter presidido à Assembleia Geral do Sporting Clube de Tomar.

Concorrem à presidência da Câmara de Tomar, no próximo dia 26, além da socialista Anabela Freitas, a social-democrata Lurdes Ferromau, o independente Fernando Caldas Vieira, pela coligação CDS-PP/MPT/PPM, Paulo Macedo, pela CDU, Luís Santos, pelo BE, Nuno Godinho, pelo Chega, e Mykhaylo (Misha) Shemliy pelo Volt Portugal.

Em Tomar estão inscritos 33.895 eleitores, sendo este o concelho do distrito de Santarém com maior número de cidadãos estrangeiros registados para exercer o direito de voto, 155 no total, 80 dos quais de países da União Europeia.

A Câmara de Tomar é liderada pelo Partido Socialista, que nas eleições autárquicas de 2017 conquistou 40,2% dos votos, elegendo quatro vereadores, tendo o PSD obtido 34,4% dos votos (três eleitos).

Deixe o seu comentário

por favor, escreva o seu comentário
Por favor, escreva aqui o seu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Também pode ler

Subscreva a newsletter

Receba as notícias do dia do jornal Mais Ribatejo diretamente na sua caixa de email.

Artigos recentes

banner-aguas-ribatejo

Comentários recentes

pub
banner-união-freguesias-cidade-santarem

Mais Ribatejo _ PopUp _ BolsaRecrutamentoULSETEJO