fbpx

Centro Hospitalar do Médio Tejo abre inquérito à morte de uma mulher de 81 anos que foi atacada por um bode

Em Sociedade

O Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) determinou a realização de um processo de inquérito ao falecimento de uma utente de 81 anos, assistida na Unidade Hospitalar de Abrantes, no seguimento de um incidente provocado por um animal, refere o Conselho de Administração do CHMT em comunicado enviado à redação do Mais Ribatejo.

“”O CHMT aguarda o resultado do inquérito, pedido com caráter de urgência, com vista a apurar as causas da ocorrência, as consequências da mesma e a responsabilidade dos intervenientes”, adianta o comunicado do CHMT.

De acordo com a Lusa, o Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) abriu o inquérito para determinar as causas da morte de uma mulher de 81 anos por haver suspeita de erro clínico, revelou hoje aquela instituição.

A mulher terá sido atacada há três semanas por um bode, na freguesia do Pego, em Abrantes, e encaminhada para o hospital.

No entanto, segundo diz hoje o Jornal de Notícias, que cita fonte hospitalar, a mulher “não terá morrido na sequência dos ferimentos causados pelo animal, mas sim devido à troca de sangue que lhe foi administrado no Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT)”.

À Lusa, o CHMT “não confirma a causa da morte por administração de sangue errado” e remete conclusões para o resultado do inquérito.

O Centro Hospitalar do Médio Tejo agrega os hospitais de Abrantes, Tomar e Torres Novas, no distrito de Santarém.

Publique o seu comentário

Recentes de Sociedade

Ir para Início
%d bloggers like this: