Quinta-feira, Fevereiro 22, 2024

Oferta

Receba o ebook Leituras Inextinguíveis Vol.II

InícioOpiniãoAs eleições e os leprosos sob a vista de Santa Martina e...
banner-mes-da-enguia-salvaterra-de-magos

As eleições e os leprosos sob a vista de Santa Martina e Gandhi (ouça o podcast)

No dia 30 dá-se a coincidência de serem eleições legislativas, Dia Mundial dos Leprosos e dia de Stª Martina a padroeira de Roma.

Começando por Martina, ou Martinha como por vezes é referida. Martina foi filha de um rico cônsul e órfã desde criança, terá enveredado pela via religiosa dando todos os bens aos pobres de Roma. Martina fez, pois, a opção pelos mais fracos. Segundo os relatos religiosos, terá sido decapitada por negar o culto aos deuses romanos.

É dos mais fracos que falamos quando se trata de leprosos. É de Raoul Follereau, o francês, também filho de gente rica, de industriais, que falamos quando se fala de ativismo anti-fascista e defensor dos mais fracos nomeadamente os leprosos.

Raoul combateu o nazismo e dedicou sua vida a apoiar os leprosos, é por sua sugestão que se comemora este dia mundial.

Que melhor dia ele poderia escolher que o dia em que faleceu Gandhi, dia 30 de janeiro. É a Gandhi que é atribuída a frase “eliminar a lepra é o único trabalho que não consegui completar na minha vida“. A essa frase de Gandhi “responde” Raoul Follereau: não há sonhos grandes demais“!

A frase de Raoul é simplesmente extraordinária e verdadeira “não há sonhos grandes demais“. Essa frase é inspiradora de todas as pessoas que pugnam pela solidariedade.

Essa frase é impactante quando vemos os refugiados a fugirem da guerra e da fome morrendo aos milhares no mar Mediterrâneo. Não há sonhos grandes demais” e eles arriscam a vida pelo sonho de uma vida melhor!

Trago este tema à conversa convosco para vos sugerir que pensem nas eleições pensando nos vossos sonhos. Uma vida melhor, a vossa estabilidade de vida e não a do governo. Um SNS muito mais forte que responda às nossas necessidades e não esta precariedade e instabilidade em urgências ou em incapacidade de consultar ou operar! A nossa estabilidade no trabalho, com leis justas que diminuam a precariedade e melhorem os salários! A nossa estabilidade (…) a dos de baixo e não a da elite privilegiada!

Olhemos para os de baixo, juntando energias positivas, solidariedades, sonhos positivos…

Metaforicamente, sem comparativo rigoroso, Martina, Gandhi, Raoul olharam para os de baixo e fizeram disso os seus sonhos e a sua vida!

No início desta campanha eleitoral o que sugiro às pessoas é que pensem na sua própria vida e nos seus próprios sonhos, que acreditem que os vossos sonhos não são grandes demais! Julguem as candidaturas por aquilo que vós necessitais – não por aquilo que eles dizem.

Confiança!

Vítor Franco

Deixe o seu comentário

por favor, escreva o seu comentário
Por favor, escreva aqui o seu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Também pode ler

Subscreva a newsletter

Receba as notícias do dia do jornal Mais Ribatejo diretamente na sua caixa de email.

Artigos recentes

Comentários recentes

pub
banner-união-freguesias-cidade-santarem