Domingo, Junho 16, 2024
InícioDesportoLiga 3 - União de Santarém deixa escapar margem de dois golos...
banner-complexo-aquático

Liga 3 – União de Santarém deixa escapar margem de dois golos e empata 2-2 com o Caldas SC

Em mais uma jornada da Liga 3, o campo Chã das Padeiras recebeu este sábado, às 13 horas, o disputadíssimo jogo entre União de Santarém e Caldas SC.
A predominância inicial do Caldas SC não impediu as transições rápidas da U.D.S, em virtude da mobilidade e liberdade conferida pelo técnico André David ao seu trio atacante.
Entre repetidas paragens, o primeiro aviso à baliza dos escalabitanos (21’) demonstrou dificuldades em defender bolas paradas, agravadas nas saídas pouco ortodoxas e inseguras do jovem guardião Rúben Rendeiro.
Ainda assim, foi a equipa da casa que abriu o placard aos 29’ com uma jogada de entendimento, desenhada pelo passe picado e requintado do M.V.P Miguel Tavares para o trunfo de André David e estreante a marcar: José Melro, de 17 anos, fez a receção de peito orientada, atirando de pé esquerdo contra a relva para o fundo das redes do Caldas SC, deixando em êxtase os adeptos Unionistas.
Em contraponto com a intermitência entre sol e chuva, o golo de vantagem imprimiu maior assertividade e confiança aos caseiros, mesmo contra um Caldas afoito, lutador e perigoso.

Miguel Tavares foi eleito o Homem do Jogo. Foto FPF

O nervosismo inerente à desvantagem do Caldas SC enalteceu uma face mais agressiva e impetuosa, resultante na expulsão de Mateus Lima (47’) ao travar uma maldade, em progressão, de José Melro que, a par de Miguel Tavares, representaram um autêntico quebra-cabeças aos adversários.
O Caldas SC fez das fraquezas forças e, logo aos 49’, causou um calafrio na baliza Unionista, respondido “à letra” com o 2-0 aquando da hora de jogo, numa assistência de cabeça de José Melro, isolando Miguel Tavares que, com um chapéu mágico e audaz, hipnotizou o guardião que ficou “pregado ao chão”.
Quando o jogo parecia resolvido, uma tremenda jogada do Caldas SC pela direita culminou num remate forte e colocado de Marcelo, reduzindo a desvantagem, mesmo com 10 jogadores.


A toada do jogo ficou definida por muitos lances disciplinares e duas inesperadas expulsões para a U.D.S (Claúdio Tavares 86’ e Blackwell 89’), desmembrando a equipa da casa que, num lance de bola parada (90+3) sofreu um duro golpe (2-2) com a cabeçada do goleador João Rodrigues, deixando “fugir o pássaro da mão” e, com ele, dois preciosos pontos na luta pela manutenção.

Tomás Rosa

Deixe o seu comentário

por favor, escreva o seu comentário
Por favor, escreva aqui o seu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Também pode ler

Subscreva a newsletter

Receba as notícias do dia do jornal Mais Ribatejo diretamente na sua caixa de email.

Artigos recentes

Comentários recentes

pub
banner-união-freguesias-cidade-santarem

Mais Ribatejo _ PopUp _ BolsaRecrutamentoULSETEJO 

banner fna24