Sábado, Novembro 26, 2022
InícioRibatejo Cool"Santarém fotografada" - As fotografias que contam a história dos 150 anos...
<
<
<
<

“Santarém fotografada” – As fotografias que contam a história dos 150 anos de cidade (c/vídeo e fotos)

“Santarém fotografada” foi o tema do colóquio realizado este sábado no Forum Ator Mário Viegas, no Centro Cultural Regional de Santarém. Este foi o primeiro de uma série de colóquios com base no livro “Urbanidade: 150 anos de elevação de Santarém a Cidade”, a realizar em setembro, outubro e novembro. O colóquio contou com as participações dos autores do livro, Luís Mata e Carlos Amado, e com os convidados especiais José Pessoa, técnico de fotografia e radiografia para a conservação dos bens culturais móveis, e João Lopes, jornalista e crítico de cinema.

Veja aqui o colóquio que o Mais Ribatejo transmitiu em direto na página do Facebook:

Carlos Amado referiu que o livro “Urbanidade – Santarém: 150 anos de Cidade” apresenta cerca de 800 imagens, mas não é um álbum fotográfico. “Usamos as fotografias para documentar os 150 anos de história da cidade de Santarém”, afirma.

Luís Mata adianta que “muitas destas fotografias obrigaram a fazer um trabalho de detetive”, para conhecer a sua autoria, data, local onde foi registada, e outros dados que permitiram usá-las para documentar a história da cidade. O livro está organizado por áreas temáticas, partindo de 1868, data da elevação de Santarém a cidade, até 1910, passando pela 1.ª República, Estado Novo, e do 25 de Abril de 1974 até agora. Luis Mata revelou as dificuldades encontradas ao nível da organização dos arquivos fotográficos públicos e privados a que recorreu para esta obra. “Tivemos a preocupação de apresentar uma síntese histórica neste livro que resulta de um compromisso entre o suporte científico, baseado na pesquisa histórica, e o objetivo de divulgação junto do público em geral. O livro apresenta-se assim como um contributo para a história contemporânea de Santarém que, segundo Vítor Mata, continua por fazer.

José Pessoa discorreu sobre o seu percurso profissional como técnico de fotografia e radiologia para a conservação dos bens móveis. Participou no levantamentos e tratamento do espólio fotográfico de Carlos Relvas na Golegã, e em inventários fotográficos da Fundação Passos Canavarro em Santarém, do túmulo de D. Fernando em Santarém, entre muitos outros. Deixou um apelo à necessidade dos governo e e da União Europeia cuidarem do património histórico e cultural.

João Lopes, jornalista, encenador, professor, realizador e crítico de cinema, colaborador no programa Cartaz na SIC Notícias e programa. Professor da Escola Superior de Teatro e Cinema, João Lopes foi responsável pela programação de Cinema de Guimarães 2012 – Capital Europeia da Cultura. Da leitura do livro “Urbanidade: 150 anos de elevação de Santarém a Cidade”, João Lopes considera que se trata de “um trabalho exemplar que veio criar uma nova e imensa oportunidade para olharmos para estas imagens que estavam ocultas, esquecidas, maltratadas, e a partir delas fazermos a história destes 150 anos da Cidade, sendo que a história nunca está feita definitivamente. Podemos assim ver o património que recebemos do passado não como um postal ilustrado, mas como indutor de história, pois as fotos não se esgotam num mero emblema, mas apelam a que se faça a história”. João Lopes afirmou ao apreciarmos o conjunto de fotografias aqui reunidas no livro “temos também a consciência do muito que se está a perder ou que já se perdeu”. Salienta a importância das políticas culturais que preservem as imagens, fotografias e filmes.

João Lopes instou a Câmara de Santarém, representada nesta sessão pelo vereador da Cultura Nuno Domingos, a “fazer render este livro nos vários contextos”. Da sua passagem pela comissão da Guimarães 2012 – Capital Europeia da Cultura recordou o momento em descobriram um conjunto importante de fotografias antigas esquecidas num sótão, o que deu início ao projeto de preservação do património fotográfico de Guimarães, e já deu origem a livros, exposições, etc.

Nuno Domingos, vereador da cultura da Câmara de Santarém, revelou que a Câmara conserva um espólio que já conta cerca de 90 mil fotografias, tendo iniciado o trabalho de preservação e digitalização deste património fotográfico.

Receba a newsletter com as notícias do Ribatejo

Não enviamos spam! Leia a nossa política de privacidade para mais informações.

spot_img
Também pode ler

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe o seu comentário!
Por favor, escreva seu nome aqui

spot_img
pubspot_img

Artigos recentes

spot_img

Comentários recentes

spot_img
spot_img
Feedback