Quarta-feira, Junho 12, 2024
InícioCultura & lazerConcerto histórico marca agenda do FÓS – Festival de Órgão de Santarém...
banner-complexo-aquático

Concerto histórico marca agenda do FÓS – Festival de Órgão de Santarém 2022

Um concerto histórico na cultura musical portuguesa será um dos pontos fortes da IV edição do FÓS – Festival de Órgão de Santarém, que se realiza de 19 a 29 de novembro, e que procura evidenciar a presença do órgão histórico no contexto do repertório da música antiga.

Nesta edição de 2022 assistir-se-á a um momento efetivamente histórico na cultura musical portuguesa reconstituída muito recentemente pelo musicólogo José Abreu, no prenúncio dos 400 anos da sua morte. Será apresentado em estreia moderna uma obra antiga de Francisco Garro, compositor de relevo da renascença ibérica, natural em Espanha e falecido em Portugal.

Sob direção de Luís Toscano, o concerto é interpretado por uma das poucas formações portuguesas especializadas em polifonia portuguesa, os CUPERTINOS — Grupo Vocal, acompanhados pelo expert em música ibérica para órgão histórico Andrés Cea Galán.

Andrés Cea Galán nasceu na Andaluzia em 1965. Completou os seus estudos em Espanha tendo continuado a estudar com Jean Boyer em Lille e Jean-Claude Zehnder na Schola Cantorum Basiliensis.

Interessado por instrumentos históricos, emergiu como cravista, tocador de clavicórdio e organista. Trabalhou como construtor de órgãos com Gerhard Grenzing em Papiol e esteve envolvido em restaurações de órgãos e na construção de novos órgãos em Espanha e n França.

É igualmente autor de vários tratados musicológicos correspondentes aos seus interesses na música e órgãos espanhóis para teclado. Apresentou a sua dissertação em 2014 na Universidade de Madrid, dedicada ao estudo aprofundado sobre a Cifra Espanhola dos séculos XVI a XVIII. Como editor, tornou as primeiras composições acessíveis à prática musical de hoje.

É o líder da Academia de Órgãos da Andaluzia. Isso envolve ensinar, bem como explorar, preservar e promover os órgãos históricos no sul da Espanha.

Andrés Cea Galán atua como intérprete e professor na Europa, América e Japão. Fez inúmeras gravações em CD (música de órgão espanhola, incluindo as de Antonio de Cabezon e Francisco Correa de Arauxo). Todos foram gravados em órgãos históricos, como em Évora (Portugal), Lerma e Marchena (Espanha).

O FÓS – Festival de Órgão de Santarém 2022 é uma organização conjunta do Município de Santarém, da Diocese de Santarém e da Santa Casa da Misericórdia da Cidade.

 

Deixe o seu comentário

por favor, escreva o seu comentário
Por favor, escreva aqui o seu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Também pode ler

Subscreva a newsletter

Receba as notícias do dia do jornal Mais Ribatejo diretamente na sua caixa de email.

Artigos recentes

Comentários recentes

pub
banner-união-freguesias-cidade-santarem

Mais Ribatejo _ PopUp _ BolsaRecrutamentoULSETEJO 

banner fna24