Domingo, Fevereiro 25, 2024

Oferta

Receba o ebook Leituras Inextinguíveis Vol.II

InícioAmbienteRio Alviela recebe primeira remoção de um açude obsoleto em Portugal
banner-mes-da-enguia-salvaterra-de-magos

Rio Alviela recebe primeira remoção de um açude obsoleto em Portugal

A aldeia de Vaqueiros acolheu a cerimónia de assinatura do termo de parceria entre o GEOTA – Grupo de Estudos de Ordenamento do Território e Ambiente e os Municípios de Santarém e de Alcanena, para a remoção de um açude obsoleto no rio Alviela.

O GEOTA é a primeira organização da sociedade civil e de ambiente a remover uma barreira obsoleta em Portugal. Além da remoção pioneira do açude no Alviela, é igualmente inovadora a cooperação institucional estabelecida com este propósito entre esta organização de ambiente e os Municípios de Santarém e de Alcanena.

Assinatura Protocolo com a GEOTA e Municípios de Santarem e Alcanena
Assinatura Protocolo com a GEOTA e Municípios de Santarem e Alcanena

A intervenção é financiada pela Fundação MAVA, no âmbito do projeto Rios Livres GEOTA e pretende reabilitar um troço do rio Alviela, na proximidade das aldeias de Vaqueiros e Louriceira. Inclui a remoção de um açude obsoleto, a estabilização das margens e a plantação de vegetação ribeirinha autóctone, e será o primeiro passo para a implementação, em Portugal, de uma estratégia nacional de remoção sistemática de barreiras obsoletas.

Este protocolo de cooperação institucional, assinado por Ricardo Gonçalves, presidente da Câmara Municipal de Santarém (CMS) e Rui Anastácio Henriques, presidente da Câmara Municipal de Alcanena, tem como objetivo reabilitar um troço do rio Alviela, na proximidade de Vaqueiros e da Louriceira.

Para Ricardo Gonçalves, “esta iniciativa pioneira a nível nacional deve enchermos de orgulho. A política pública ambiental que o Município tem desenvolvido nestes últimos anos, demonstram bem a nossa preocupação ambiental e é intervindo localmente que podemos despertar mais consciências a nível global”.

Assinatura Protocolo com a GEOTA e Municípios de Santarem e Alcanena
Assinatura Protocolo com a GEOTA e Municípios de Santarem e Alcanena

A intervenção financiada pela Fundação MAVA, no âmbito do projeto Rios Livres GEOTA, inclui a remoção de um açude obsoleto, a estabilização das margens e a plantação de vegetação ribeirinha autóctone, sendo o primeiro passo para a implementação, em Portugal, de uma estratégia nacional de remoção sistemática de barreiras obsoletas.

Após a assinatura protocolar, realizou-se uma sessão de esclarecimento sobre a reabilitação do troço do Alviela e apresentação do projeto dirigida pela equipa Rios Livres do GEOTA e pelo representante da empresa especialista em reabilitação de rios, a E-Rio.

Assinatura Protocolo com a GEOTA e Municípios de Santarem e Alcanena
Assinatura Protocolo com a GEOTA e Municípios de Santarem e Alcanena

Nesta mesma cerimónia, Nuno Russo, vereador da CMS com o pelouro da proteção ambiental, referiu que “a remoção deste açude é um dos vários projetos que o Município tem” e esclareceu que “a eliminação destas barreiras obsoletas permitem melhorar os ecossistemas ribeirinhos. Neste caso, vamos intervir num troço de 100 metros, com vista a recuperar a conetividade fluvial e a galeria ribeirinha”.

Os trabalhos de reabilitação no terreno começaram no dia 5 de dezembro, estando prevista a sua conclusão na segunda semana de dezembro, se as condições meteorológicas assim o permitirem.

banner-jornadas-gastronomia-Coruche

Deixe o seu comentário

por favor, escreva o seu comentário
Por favor, escreva aqui o seu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Também pode ler

Subscreva a newsletter

Receba as notícias do dia do jornal Mais Ribatejo diretamente na sua caixa de email.

Artigos recentes

Comentários recentes

pub
banner-união-freguesias-cidade-santarem