Quinta-feira, Junho 20, 2024
InícioRegiãoCâmara de Santarém aprovou contas de 2022, "as melhores" desde 2002
banner-complexo-aquático

Câmara de Santarém aprovou contas de 2022, “as melhores” desde 2002

A Câmara de Santarém aprovou hoje as contas de 2022, que apresentam uma diminuição da dívida em 5,9 milhões de euros, para os 36 milhões de euros, tendo o presidente do município afirmado que são “as melhores contas” desde 2002.

Ricardo Gonçalves (PSD) disse, na reunião do executivo camarário de hoje, que as contas de 2022 devem “encher de orgulho”, por apresentarem os melhores rácios desde que foi introduzido o Plano Oficial de Contabilidade das Autarquias Locais (POCAL), em 2002.

Segundo o autarca, apesar da descida dos impostos municipais e do aumento do investimento, foi possível baixar a dívida, que, em 31 de dezembro de 2022, se situava nos 36 milhões de euros, estando atualmente abaixo dos 34 milhões.

“Podemos prosseguir o abaixamento de impostos municipais e prosseguir o investimento”, disse, salientando que atualmente a capacidade de endividamento do município é de 23 milhões de euros.

Ricardo Gonçalves afirmou que o pagamento dos 16 milhões de euros da antiga Escola Prática de Cavalaria à Estamo, resolvendo uma situação que se arrastava há mais de uma década, com recurso a financiamento junto da banca na ordem dos 15 milhões de euros, acabou por “impactar nas contas”.

Numa reunião em que esteve ausente o vereador eleito pelo Chega, Pedro Frazão, por estar a participar nas jornadas parlamentares do partido, em Évora, os documentos foram aprovados pelos eleitos do PSD (quatro) e do PS (quatro), partidos que celebraram um acordo de governação na sequência dos resultados das autárquicas de setembro de 2021.

Para o vereador socialista Nuno Russo, os resultados de 2022 “já refletem um ano de governação conjunta” e de “partilha de responsabilidades”, que permitiram alcançar a “trilogia” referida por Ricardo Gonçalves, de redução de impostos, investimento e continuação da redução da dívida.

O executivo aprovou, ainda, a proposta de aplicação dos 6,6 milhões de euros do saldo de 2022, 900.000 dos quais vão reforçar em 10% as verbas atribuídas às juntas de freguesia do concelho, através do aditamento ao contrato interadministrativo, igualmente aprovado na reunião de hoje.

Deixe o seu comentário

por favor, escreva o seu comentário
Por favor, escreva aqui o seu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Também pode ler

Subscreva a newsletter

Receba as notícias do dia do jornal Mais Ribatejo diretamente na sua caixa de email.

Artigos recentes

banner-aguas-ribatejo

Comentários recentes

pub
banner-união-freguesias-cidade-santarem

Mais Ribatejo _ PopUp _ BolsaRecrutamentoULSETEJO