Domingo, Junho 16, 2024
InícioAmbienteAlunos da região pintam nas sarjetas e sumidouros - Campanha O mar...
banner-complexo-aquático

Alunos da região pintam nas sarjetas e sumidouros – Campanha O mar começa aqui

O Mar começa na nossa casa e na nossa rua. O que colocarmos nas sarjetas e sumidouros públicos, nos ralos domésticos e na sanita corre o risco de ir parar ao Mar e ao Oceano.

A Águas do Ribatejo incentivou as crianças e professores a participarem na iniciativa o “Mar Começa Aqui” promovida pela Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE). E os resultados foram animadores nos Municípios de Almeirim, Alpiarça, Benavente, Chamusca, Coruche, Salvaterra de Magos e Torres Novas.

ÁGUA TRATADA EM ETAR ENCAMINHADA PARA RIO-MAR-OCEANO
Água tratada em ETAR encaminhada para o rio e depois para o oceano

Dezenas de crianças e jovens deram provas do seu talento em obras de desenho, pintura, escultura e multimédia. A missão dos júris ficou complicada com a quantidade e qualidade dos trabalhos apresentados.pintar sumidouro

Os alunos foram sensibilizados para o tema após a primeira visita às Estações de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) da AR.

“Temos tanto por fazer para proteger os recursos hídricos e melhorar a sustentabilidade no Planeta Azul”, referiu a bióloga Ana Palmar mentora do projeto parceria hidrodinâmicas no Município de Benavente.visita ETAR TN

Num ritual diário, os operadores da AR retiram das obras de entrada das ETAR: cotonetes, cabelos, toalhas de pano, lâminas de barbear e os mais inusitados resíduos. “As pessoas fazem da sanita o caixote do lixo, mas a sanita deve ser usada apenas para as necessidades fisiológicas. Podemos colocar o papel higiénico porque se desfaz em contacto com a água”, adianta David Cardoso, engenheiro do ambiente e responsável pelos sistemas de tratamento de águas residuais no concelho de Benavente.

A sanita, o ralo e a sarjeta não são caixote do lixo. Os resíduos não recicláveis devem ser colocados nos sacos próprios e depositados no contentor de Resíduos Sólidos Urbanos que os Municípios disponibilizam na via pública.

“A rua é a casa de todos e por isso temos o dever de cuidar também do espaço que partilhamos com os nossos vizinhos e transeuntes”, refere Francisco Oliveira Presidente da AR e da Câmara Municipal de Coruche.

A praia fluvial no rio Sorraia em Coruche é um bom exemplo do impacto do tratamento das águas residuais na qualidade da água dos rios. A qualidade da água permite banhos em segurança num ambiente agradável às portas da vila.

Os alunos de Coruche também aderiram à campanha o “Mar Começa Aqui”, dirigida às autarquias, entidades gestoras e agrupamentos de escolas.

Pintaram um polvo junto a uma sarjeta ou sumidouro de águas pluviais, dentro das escolas e na sua envolvência.

O desafio reforça a necessidade de preservação dos ecossistemas e da qualidade da água doce e salgada.

Pretende-se educar para uma cidadania ativa levando os jovens a passar a mensagem de que “tudo o que cai no chão, vai parar ao mar”.

A AR vai continuar a desenvolver o plano de educação e sensibilização para as práticas amigas do ambiente. As ações presenciais regressam às escolas em setembro mas até lá continuaremos a nossa missão junto dos nossos clientes e consumidores com a participação em eventos de Verão e campanhas nos órgãos de comunicação social, Youtube e redes sociais.

 

Deixe o seu comentário

por favor, escreva o seu comentário
Por favor, escreva aqui o seu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Também pode ler

Subscreva a newsletter

Receba as notícias do dia do jornal Mais Ribatejo diretamente na sua caixa de email.

Artigos recentes

Comentários recentes

pub
banner-união-freguesias-cidade-santarem

Mais Ribatejo _ PopUp _ BolsaRecrutamentoULSETEJO 

banner fna24