Domingo, Junho 16, 2024
InícioCultura & lazerAs novidades do Festival Nacional de Gastronomia (vídeos e fotos)
banner-complexo-aquático

As novidades do Festival Nacional de Gastronomia (vídeos e fotos)

O envolvimento de instituições e associações na organização do Festival Nacional de Gastronomia é uma das principais novidades desta 42.ª edição do Festival que vai realizar-se de 27 de outubro a 5 de novembro, na Casa do Campino, em Santarém.

O programa do Festival Nacional de Gastronomia foi apresentado no dia 13 de outubro, na Escola Profissional do Vale do Tejo, numa sessão que contou com as presenças do presidente da Câmara de Santarém, Ricardo Gonçalves, do vice-presidente João Leite, do presidente da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo, José Manuel dos Santos, do presidente da Associação dos Municípios Portugueses do Vinho, Luís Encarnação, e dos secretário-geral da AMPV José Arruda, do presidente do Círculo Cultural Scalabitano, Eliseu Raimundo, do presidente da ACES – Associação Comercial de Santarém, David Dias, do dirigente da Confraria Gastronómica do Ribatejo, Cruz Marques, do chef Rodrigo Castelo (Embaixador para a Gastronomia de Santarém), o presidente da Confagri, Idalino Leão e o secretário-geral Nuno Serra, entre outros.

O almoço de apresentação pública oficial da 42.ª edição foi confeccionado pelos oito restaurantes que estarão presentes no Festival: Bragança – Académico, Santa Cruz, Madeira – Do DIA PRA Noite, Évora – Restaurante Lampião, Oeste – Aleluia Restaurante Esplanada, Vila Real – Restaurante Grill O Costa, Representante da Região Autónoma dos Açores, Porto – Tentações da Montanha, Vila Verde – Restaurante Torres-Oficial.

Gastronomia contribui para crescimento do turismo em Santarém

O presidente da Câmara de Santarém destacou o crescimento turístico registado no concelho, que se deve muito também à gastronomia, ao Festival e aos bons restaurantes de Santarém. “Santarém é a capital da gastronomia e este Festival é a prova disso mesmo: temos aqui o país todo à mesa em Santarém, disse.

Veja aqui a intervenção de Ricardo Gonçalves:

Por seu lado, João Leite, vice-presidente da Câmara, salienta que Santarém recebeu cerca de 120 mil visitantes neste último ano e está a atrair o interesse de vários investidores privados que estão a construir várias unidades hoteleiras no concelho. O autarca salienta ainda a importância do protocolo assinado há um ano pelo Município com diversas instituições para a abertura diária dos monumentos da cidade.

Veja aqui a intervenção de João Leite:

“O Festival Nacional de Gastronomia é o principal evento gastronómico do nosso país e Santarém afirma-se como a capital da gastronomia”, afirma João Leite, salientado o papel que Santarém teve ao longo dos anos na defesa da gastronomia como património cultural. Recorda que o FNG foi o primeiro festival gastronómico que Portugal teve, sendo o mais antigo, mais transversal e representativo de forma factual no nosso país a nível gastronómico”. “Santarém tem-se afirmado nos últimos anos como a capital nacional da gastronomia e o Festival é o evento chapéu de outras iniciativas que fazemos ao longo do ano”, destaca.

Envolvimento de associações e instituições no Festival

João Teixeira Leite destaca como principal novidade na edição deste ano o envolvimento na organização do Festival, pela primeira vez, de um conjunto de associações e instituições do concelho, que vão fazer parte da dinâmica.

Veja aqui as intervenções de José Arruda e Luís Encarnação:

A Associação Nacional dos Municípios do Vinho vai ter uma Praça do Vinho onde vão mobilizar mais de  50 municípios em torno da temática do vinho, da etnografia e cultura desses municípios. Por seu lado, a Associação Comercial de Santarém vai dinamizar um conjunto de atividades. A Confraria Gastronómica do Ribatejo vai promover workshops e conferências. A Confagri – Confederação Nacional das Cooperativas Agrícolas vai ser responsável pela Praça Confagri com a presença de dezenas de produtores agroalimentares. O Círculo Cultural Scalabitano vai estar envolvido na animação cultural do Festival.

Veja aqui a intervenção de David Dias:

O vice-presidente da Câmara de Santarém adiantou que, no espaço do Festival, vão estar presentes 30 produtores agroalimentares, 20 doçarias, 18 stands comerciais e institucionais, 30 artesãos, oito restaurantes permanentes, nove regiões de vinhos e diversas demonstrações gastronómicas.

Armando Fernandes homenageado na apresentação da Carta Gastronómica de Santarém

Veja aqui a intervenção de José Manuel Santos:

Armando Fernandes, gastrónomo, político e investigador na área da história da alimentação e consultor cultural, falecido no passado dia 8 de março, vai ser homenageado nesta edição do FNG, no dia 29 de outubro, na apresentação da Carta Gastronómica de Santarém. Recorde-se que quando faleceu, Armando Fernandes estava a trabalhar na Carta Gastronómica do concelho de Santarém, tendo colaborado durante anos no Festival Nacional de Gastronomia.

Veja aqui a intervenção de Eliseu Raimundo:

Esta edição do Festival tem como mote “Tradição com sabor a futuro”, que sugere a ideia de preservar e celebrar as tradições culinárias e gastronómicas do nosso país, ao mesmo tempo que se abre espaço para a inovação e a evolução na culinária.

“Vamos ter uma repetição da novidade que introduzimos no ano passado: o conceito de juntar a tradição à modernidade. A imagem do festival tem um prato de cozido à portuguesa confecionado de forma tradicional e outro de um modo mais inovador. Vamos ter dezenas de chefes que trazem a modernidade”, indicou.

Veja aqui a intervenção de Rodrigo Csstelo:

João Teixeira Leite adiantou também que no evento vão estar chefes com estrelas Michelin na “Zona do Banquete”, na Casa do Campino, como Marlene Vieira, Paulo Morais, Louis Anjos e Arnaldo Azevedo.

“Todos os dias vamos ter cultura, espetáculos, concertos. Artesanato, os nossos produtores agroalimentares, duas cozinhas de demonstração, vários ‘shows cokings”, stands institucionais parceiros do festival e do município e que são muito importantes para a sustentabilidade financeira, afirmou.

Segundo João Teixeira Leira, o evento do ponto de vista financeiro é sustentável, tem bastante receita pela participação das marcas privadas, rondando os 400 mil euros.

Veja aqui o vídeo da apresentação do FNG2023:

 

 

Deixe o seu comentário

por favor, escreva o seu comentário
Por favor, escreva aqui o seu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Também pode ler

Subscreva a newsletter

Receba as notícias do dia do jornal Mais Ribatejo diretamente na sua caixa de email.

Artigos recentes

Comentários recentes

pub
banner-união-freguesias-cidade-santarem

Mais Ribatejo _ PopUp _ BolsaRecrutamentoULSETEJO 

banner fna24