Terça-feira, Dezembro 5, 2023
InícioNacionalGreve na função pública com forte adesão

Greve na função pública com forte adesão

A greve dos trabalhadores da administração pública registou no turno da noite uma adesão superior a 90%, tendo afetado a recolha de lixo e os hospitais, onde foram assegurados os serviços mínimos, disse à Lusa fonte sindical.

“O turno da manhã está a iniciar-se agora com os processos de rendição de trabalhadores e ainda vamos ter de avaliar [a adesão]. Ainda assim, durante a noite a greve foi bastante expressiva no setor da saúde e na recolha do lixo. Às 22:00 de quinta-feira já não houve recolha de lixo”, disse o coordenador da Frente Comum dos Sindicatos da Administração Pública.

Sebastião Santana adiantou, cerca das 08:30, realçou que nos hospitais foram assegurados os serviços mínimos nas urgências e nos blocos operatórios.

O coordenador da Frente Comum indicou ainda ter informação de escolas fechadas, mas ainda sem dados concretos, remetendo informação para mais tarde.

A Frente Comum de Sindicatos da Administração Pública espera “uma grande adesão” à greve nacional que decorre hoje, prevendo “fortes perturbações” em vários serviços públicos, como finanças e segurança social, nos hospitais e nas escolas.

“Prevemos uma grande adesão e perturbações ou encerramento de vários serviços, como é o caso dos serviços de finanças, da segurança social e das lojas do cidadão”, indicou o sindicalista.

Sebastião Santana disse que “várias escolas deverão fechar em todo o país” uma vez que sindicatos dos professores e do pessoal não docente anunciaram a adesão ao protesto.

A Frente Comum dos Sindicatos da Administração Pública (da CGTP) anunciou em 09 de outubro a greve nacional de trabalhadores que hoje decorre, considerando que a proposta do Governo de aumentos salariais para 2024 é “miserabilista”.

Para o próximo ano está previsto um aumento salarial mínimo de 52 euros ou de 3% para os trabalhadores da administração pública.

A Frente Comum reivindica um aumento dos salários em pelo menos 15%, com um mínimo de 150 euros por trabalhador, para fazer face ao “brutal aumento do custo de vida”.

banner-natação-santarem
Também pode ler

1 comentário

Deixe o seu comentário

por favor, escreva o seu comentário
Por favor, escreva aqui o seu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

banner-comunidade-intermunicipal-leziria-tejo

Subscreva a newsletter

Receba as notícias do dia do jornal Mais Ribatejo diretamente na sua caixa de email.

banner-turismo-ribatejo

Artigos recentes

campanha-natal-comercio-local-Coruche
mercadinho-natal-almeirim

Comentários recentes

pub
banner-união-freguesias-cidade-santarem