Quinta-feira, Maio 23, 2024
InícioNacionalTemperaturas sobem a partir de quarta-feira e podem chegar aos 30 graus...

Temperaturas sobem a partir de quarta-feira e podem chegar aos 30 graus no Vale do Tejo

As temperaturas vão estar a partir de quinta-feira “bastante acima da média para época do ano”, com máximas entre os 25 e os 27 graus, podendo atingir os 30 graus em alguns locais do continente, segundo o IPMA.

Em declarações à agência Lusa, a meteorologista Mara João Frada explicou que a massa de ar frio que está atualmente no continente vai ser substituída gradualmente por uma massa de ar quente, tropical.

“Vamos ter a imposição de uma corrente de leste que vai trazer a circulação de ar tropical, afetando Portugal continental. Estão previstas temperaturas acima da média superiores a 10 graus, com exceção do Algarve”, disse.

De acordo com a meteorologista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), para hoje já está prevista uma pequena subida da temperatura, entre 02 a 04 graus, em especial nas regiões do interior.

“Na quarta-feira as temperaturas sobem mais um pouco, na ordem dos 04 a 07 graus, exceto no Algarve, e na quinta voltam a subir. No cômputo geral vamos ter subidas em alguns locais da ordem dos 15 graus”, disse.

De acordo com Maria João Frada, esta situação de tempo quente acima da média para a época do ano vai manter-se pelo menos até domingo.

“Assim, a partir de quinta-feira os valores da temperatura máxima vão variar entre os 25 e os 28 graus, eventualmente inferiores em toda a faixa costeira e no Algarve, sendo inferiores a 25 graus. No Vale do Tejo, em alguns locais do Vale do Douro (parte mais interior) e Alto Alentejo são separadas temperaturas de 30 graus”, adiantou.

Segundo a meteorologista, estes valores da temperatura máxima estão acima da média e vão começar a contribuir para uma onda de calor nas estações do IPMA a partir de quinta-feira, com exceção do Algarve.

“A Madeira também terá uma situação de tempo quente. Será afetada por uma corrente de leste, inserida na circulação do mesmo anticiclone que afeta Portugal continental, que terá também transporte relativamente quente para este época do ano vinda do norte de África”, adiantou.

A meteorologista do IPMA indicou ainda que no arquipélago da Madeira as temperaturas máximas sobem consideravelmente a partir de quarta-feira ficando perto dos 30 graus, não se excluindo poderem ser emitidos avisos de tempo quente.

banner-complexo-aquático

1 comentário

  1. A realidade demonstra-nos que os cientistas climáticos não inventaram o aquecimento global/alterações climáticas. Estas são originadas pelas emissões de gases (dióxido de carbono e metano, entre outros) com efeito de estufa para a atmosfera terrestre. Estes gases, para além de poluírem o ar e, por isso, provocarem doenças respiratórias crónicas que provocam a morte prematura a milhões de pessoas (em 2023, 9 milhões de pessoas), a nível planetário, também estão na origem dos fenómenos extremos cada vez mais frequentes, violentos e destruidores, assim como o aquecimento dos mares e o degelo das calotes polares, que levam à subida dos níveis dos oceanos…

    Tudo isto é do conhecimento dos Estados e das suas corporações fósseis, desde a década de 50 do século XX.

    Podemos afirmar que os Estados e as corporações fósseis declararam guerra às pessoas e estão empenhados em levar a humanidade para a catástrofe, enquanto fazem declarações e assinam acordos internacionais insuficientes, ineficazes e, apesar disso, não cumprem, não implementam, muito pelo contrário: falam em transição energética e o que se verifica é uma exponencial expansão energética…

    E, não se ficam por aqui, as pessoas que resistem e apresentam propostas concretas e cientificamente fundamentadas, com vista a implementar uma transição energética justa, que trave o aquecimento global e sejam criadas as condições para as adaptações a fazer, são perseguidas, presas, processadas judicialmente e condenadas…

    Este é o problema premente, para o qual todas e cada uma das pessoas estão convocadas para contribuir, com a sua acção e determinação, para a sua resolução.

    Está provado e demonstrado que os responsáveis pelas alterações climáticas não vão por-lhe termo, muito menos, implementarem a necessária e urgente transição energética justa.

Deixe o seu comentário

por favor, escreva o seu comentário
Por favor, escreva aqui o seu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Também pode ler

Subscreva a newsletter

Receba as notícias do dia do jornal Mais Ribatejo diretamente na sua caixa de email.

Artigos recentes

Comentários recentes

pub
banner-união-freguesias-cidade-santarem
spot_img
Fechar