Quinta-feira, Maio 23, 2024
InícioCorreio dos LeitoresEm defesa do que ainda resta de Abril

Em defesa do que ainda resta de Abril

Carlos Matos Gomes, grosso modo, vai ao essencial e desconstrói o revisionismo histórico que impera na narrativa oficial, da ideologia hegemónica e seus apaziguados, destacando que o 25 de Abril de 74 não é consensual, nem isso é possível, porque o Estado a Que Chegámos não resulta do movimento social e popular que se iniciou, no próprio dia 25 de Abril, e contribuiu activamente para o derrube da ditadura fascista, muito pelo contrário.

Em Abril as pessoas, que até então não tinham voz, nem peso, perderam o medo, porque a alegria que pairava no ar, saiu à rua, entrou pelos locais de trabalho, habitação e contagiou as classes trabalhadoras e populares, mas também das artes, da cultura e todas as pessoas que lutavam e apoiavam a construção de uma comunidade livre, igualitária e fraterna, onde a justiça fosse lei.

Processo travado, violentamente, pela burguesia, pelos capitalistas nacionais e internacionais, que são uma e a mesma coisa, porque o capital não tem pátria, nem fronteiras, com o golpe político-militar reaccionário levado a cabo em Novembro de 1975. Este, apesar da resistência, dispersa e descoordenada, dos movimentos populares e da classe trabalhadora, saiu vencedor e, paulatinamente, foi restaurando e consolidando o seu poder e impondo-nos a satisfação da sua ganância insaciável, remetendo-nos à condição de: manda quem pode obedece quem deve.

Para alterarmos a actual situação e nos livrarmos desta condição humilhante, temos que nos organizar, unir, mobilizar e agir, em defesa do que ainda resta de Abril e criar, construir as condições necessárias para conquistar-mos o direito a uma vida digna e justa, para todas as pessoas, isto é, pela justiça social e climática, só possível através da liberdade, igualdade e fraternidade. O que implica termos direito a decidir o nosso rumo, enquanto comunidade humana, e a nossa integração na Terra Mãe.

António Rodrigues da Costa

banner-complexo-aquático

Deixe o seu comentário

por favor, escreva o seu comentário
Por favor, escreva aqui o seu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Também pode ler

Subscreva a newsletter

Receba as notícias do dia do jornal Mais Ribatejo diretamente na sua caixa de email.

Artigos recentes

Comentários recentes

pub
banner-união-freguesias-cidade-santarem
spot_img
Fechar