Home Educação

Técnicos e dirigentes públicos de Angola visitam Escola Profissional do Vale do Tejo

0

A Escola Profissional do Vale do Tejo (EPVT) acolheu, no dia 17 de maio, uma delegação composta por dirigentes e quadros de organismos públicos de Angola.

Técnicos de dirigentes públicos de Angola visitam Escola Profissional do Vale do Tejo

Esta visita de estudo fez parte do projeto RETFOP – Revitalização do Ensino Técnico e da Formação Profissional de Angola, financiado pela União Europeia e gerido por Camões e Expertise France.

O objetivo deste projeto é contribuir para a redução do desemprego, especialmente entre os jovens angolanos, através da disponibilização de capital humano mais capacitado e com maior empregabilidade, facilitando assim a transição dos diplomas do ensino técnico e da formação profissional para o mercado de trabalho.

A delegação, composta por dirigentes e técnicos de diversos organismos angolanos, como o INQ – Instituto Nacional de Qualificações, o INEFOP – Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional, o INFQE – Instituto Nacional de Formação de Quadros da Educação e o INADE – Instituto Nacional de Avaliação e Desenvolvimento da Educação, teve a oportunidade de conhecer de perto o trabalho desenvolvido pela EPVT.

A EPVT desempenhou um papel ativo neste projeto, em colaboração com a Associação Nacional de Escolas Profissionais (ANESPO), sobretudo no desenho das qualificações profissionais que integram o Catálogo Nacional de Qualificações de Angola nas áreas da Restauração e Turismo.

Durante cerca de um ano, formadores e peritos da EPVT estiveram empenhados na elaboração dos respetivos referenciais, tanto em Portugal como em Angola.

O evento foi conduzido pela presidente do conselho de administração da escola, Salomé Rafael, e contou com a participação do vice-presidente da Câmara Municipal de Santarém, João Leite, o renomado chef Rodrigo Castelo, proprietário do restaurante com estrela Michelin, Ó Balcão, o presidente da AIP – Associação Industrial Portuguesa, José Eduardo Carvalho, entre outros convidados.

Após uma reunião de trabalho, os participantes tiveram a oportunidade de assistir a demonstrações práticas dos instrumentos de aprendizagem desenvolvidos para o sistema de qualificações de Angola, num ambiente acolhedor proporcionado pelo restaurante pedagógico da escola, o Claustrum.

Tratou-se do momento de Provas de Aptidão Profissional (PAP) dos alunos finalistas dos cursos profissionais Técnico/a de Cozinha/Pastelaria e Técnico/a de Restaurante/Bar.

 

sem comentários

Deixe o seu comentário

por favor, escreva o seu comentário
Por favor, escreva aqui o seu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

 

Exit mobile version