Domingo, Junho 16, 2024
InícioCultura & lazerFestival Internacional de Cinema de Santarém: E os vencedores são... (c/vídeo)
banner-complexo-aquático

Festival Internacional de Cinema de Santarém: E os vencedores são… (c/vídeo)

A 17.ª edição do Festival Internacional de Cinema de Santarém foi um sucesso. Este ano houve mais público, mais sessões de cinema, uma programação renovada, coerente, dedicada a temas da atualidade, ao universo agrícola e às questões ambientais que assolam o nosso planeta.

Cerca de 2000 espetadores nos 5 dias

Em cinco dias, realizaram-se mais de 30 sessões de cinema, em 3 salas – além do Teatro Sá da Bandeira, houve também sessões para os mais jovens no Cine Teatro de Almeirim e na Biblioteca Municipal de Alpiarça.Festival Internacional de Cinema de Santarém

As competições para melhores filmes nacionais e internacionais contaram com mais de 40 filmes concorrentes de 22 países. Até à sessão de entrega de prémios, no domingo à tarde, o FICS registou cerca de 2000 espetadores, o dobro em relação ao ano passado.

“Contra o fascismo, contra a injustiça, contra a ignorância, contra a ideia de que somos o centro do planeta”Festival Internacional de Cinema de Santarém

Na mensagem lida no anúncio dos prémios, o júri do FICS afirma que “num momento do mundo tão absurdo, tão duro e cruel, são precisas pessoas, gestos, movimentos e tomadas de posição que sejam pelo amor, pela paz, pelo diálogo, pelo sentido de comunidade, pela descentralização, pela descolonização, e contra o fascismo, contra a injustiça, contra a ignorância, contra a ideia de que somos o centro do planeta”.

Filme “Em Ano de Safra” ganha prémio de melhor filme regional

Festival Internacional de Cinema de Santarém
Sofia Bairrão recebe o prémio de melhor filme regional pelo trabalho Em Ano de Safra, rodado na aldeia de Vale das Mós, Abrantes

O prémio para o melhor filme regional foi para “Em Ano de Safra”, de Sofia Bairrão, filme rodado na aldeia de Vale das Mós, Abrantes, sobre a tiragem da cortiça, com a participação da população da aldeia. Para o júri, esta é uma obra que faz um movimento de regresso à origem, com um olhar renovado de quem conseguiu distância e procura agora pistas na sua aproximação.

Festival Internacional de Cinema de Santarém

Uma obra que coloca o foco no trabalho com a terra, o eterno confronto do homem com a natureza: o corpo agarra-se à árvore, puxa-a para si e arranca, empurra, e a árvore transpira. Também ela, a árvore há-de regressar ao que era, mais tarde, outra vez, numa dança de anos e anos, que desejamos que a realizadora Sofia Bairrão continue a espiar de perto, como fez no seu Em Ano de Safra”.

Festival Internacional de Cinema de Santarém
João Correia na viola e Ricardo Gama na Guitarra Portuguesa

Menção honrosa para filme “Strata Incognita

Festival Internacional de Cinema de Santarém
A equipa do Festival Internacional de Cinema de Santarém

Ainda na competição nacional, o júri atribuiu uma menção honrosa ao filme “Strata Incognita”, do coletivo luso espanhol Romea Muryn, Francisco Lobo, Amaia Sánchez-Velasco, Jorge Valiente Oriol. O filme faz uma viagem trans-temporal pelas geografias que articulam o solo como infraestrutura agroindustrial, mas também como um ecossistema e arquivo somático de crimes, memórias e mitos.

Realizador tomarense Nuno Escudeiro ganha o prémio de Melhor Filme Nacional

Festival Cinema de Santarém
A irmã do realizador tomarense Nuno Escudeiro recebeu o prémio de melhor filme nacional

O Cacho de Ouro para o Melhor Filme Nacional foi atribuído ao filme “Death of a Mountain”, do realizador tomarense Nuno Escudeiro. Neste filme, uma mulher conta-nos sobre uma montanha, uma paisagem quase indistinta do seu próprio corpo. Através de imagens de arquivo, ela confia-nos a história da sua vida, as memórias da sua infância e a realidade da guerra contínua que acabará por levar à destruição desse lugar.

Festival Internacional de Cinema de Santarém
Nuno Domingos, vereador da Cultura da Câmara de Santarém

A trabalhar num novo projeto em Itália, o realizador enviou uma mensagem filmada junto a uma casa perto da fronteira de Itália com França, que, até há pouco, foi utilizada por ativistas dos direitos humanos para acolher refugiados, mas que se encontra agora abandonada depois dos ativistas e dos refugiados terem sido expulsos pela polícia italiana, ao abrigo da nova legislação anti-imigração.

Festival Internacional de Cinema de Santarém

Com este filme, Nuno Escudeiro pretende que este ativismo não seja esquecido e que se mantenha a memória de quem continua a lutar pelos valores da Europa.

Prémio de Melhor Curta Metragem Internacional para o filme Because We Can

Festival Internacional de Cinema de Santarém
João Correia na viola e Ricardo Gama na Guitarra Portuguesa

O Prémio para a Melhor Curta Metragem Internacional foi atribuída ao filme Because We Can, do australiano Ian Gibbins. Neste filme, gravado no Jardim Botânico de Adelaide, vemos as diferentes formas como a água habita as interfaces entre o natural e o fabricado. De vez em quando, conseguimos vislumbrar um reflexo ou sombra dos observadores, dos transeuntes, das vidas que impactam tudo aquilo que tocam. O texto é derivado por substituição de sinónimos de amostras retiradas do site do Jardim Botânico de Adelaide.

Pedro Filippo ganha prémio de Melhor Filme Internacional

Festival Internacional de Cinema de Santarém

Festival Internacional de Cinema de Santarém
Joana Guerra Tadeu e Coco Tassel, do júri internacional do FISC24

Finalmente, o Cacho de Ouro para o Melhor Filme Internacional foi entregue ao realizador brasileiro Pedro Filippo, pela obra “Rejeito”. Para o júri, trata-se de uma “obra notável pela relevância do tema e contexto político, histórico e social retratado, e também pela arte da composição, pelo caráter autoral da abordagem e pela robustez das personagens.

Festival Internacional de Cinema de Santarém

 

O filme aborda o problema da utilização de barragens na extração mineira no Brasil. Após os maiores rompimentos de barragens de rejeito da história, novas barragens ameaçam romper sobre milhões de pessoas em Minas Gerais. Uma conselheira ambiental do Estado confronta o modus operandi do governo e mineradoras, enquanto moradores resistem em suas comunidades ameaçadas.

Festival de Cinema de Santarém é “plataforma viva que utiliza o cinema para refletir sobre o nosso futuro” (VÍDEO)

Deixe o seu comentário

por favor, escreva o seu comentário
Por favor, escreva aqui o seu nome

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Também pode ler

Subscreva a newsletter

Receba as notícias do dia do jornal Mais Ribatejo diretamente na sua caixa de email.

Artigos recentes

Comentários recentes

pub
banner-união-freguesias-cidade-santarem

Mais Ribatejo _ PopUp _ BolsaRecrutamentoULSETEJO