Princípios éticos e boas práticas

O jornal digital Mais Ribatejo tem um compromisso com a ética e a qualidade das publicações. Defendemos um comportamento ético de todas as partes envolvidas na publicação no nosso jornal digital. Não aceitamos plágio ou qualquer outro comportamento antiético.

O Mais Ribatejo compromete-se a oferecer uma informação pautada pelos critérios do rigor, da isenção e da procura da verdade. Compromete-se a respeitar os valores da Declaração Universal dos Direitos do Homem. Rege-se, na sua conduta, pelos princípios deontológicos e pela ética profissional dos jornalistas.

Na decisão de publicação, o editor é responsável por decidir quais artigos devem ser publicados. O editor é guiado pela política editorial, e pelas exigências legais em vigor sobre difamação, violação de direitos autorais e plágio. Transparência e respeito: o editor deve avaliar os artigos submetidos sem levar em conta a raça, sexo, a orientação sexual, a crença religiosa, a origem étnica, a nacionalidade ou a filosofia política dos autores.

O Mais Ribatejo é equidistante de todas as forças políticas e, por isso, aberto à participação dos diversos quadrantes, no respeito pelos valores da Democracia e do Estado de Direito, consagrados na Constituição Portuguesa.

O Mais Ribatejo é um jornal independente dos poderes económicos. Propõe-se ser agregador e aberto aos movimentos da comunidade: grupos e ativistas cívicos, das diversas áreas da cultura, educação, saúde, desporto, ambiente, negócios ou da política.