fbpx

comes e bebes

Posted on Em Ribatejo Cool

Bebes & Comes – Vinho Casal das Freiras

Proveniente de uvas das castas Aragonês, Castelão, Cabernet Sauvignon e Touriga Nacional, este vinho opulento na força tranquila dos taninos domesticados, no vigor guloso decorrente da vinificação, destina-se a apreciadores e em vias disso de vinhos desprovidos de ademanes, sim raçudos e tentadores no beber. A moderação no ímpeto de o saborearmos não deve ser… Continue a ler

Posted on Em Ribatejo Cool

Comes & bebes – Caldo de semos

Na passada sexta-feira os Senhores Cruz Marques e Joaquim Ferreira convidaram-me para ir almoçar semos. Há anos por intermédio do Ivo Pinho tinha deliciado o palato no restaurante O Bacalhau cuja especialidade são pratos de bacalhau e por isso mesmo o saudoso Sr. Pereira tinha conseguido arranjar estômagos do gadídeo que cortados em tiras se… Continue a ler

Posted on Em Ribatejo Cool

Comes & bebes – Abreu Callado, tinto

Um prezado amigo ofereceu-me este tinto alentejano e pediu-me opinião. Trata-se de um vinho originário em uvas das castas Baga e Alfrocheiro. Fiquei curioso dado associar as referidas castas à região do Dão, no entanto, para lá de no contra-rótulo vir a natureza do solo onde a vinha foi plantada em 1997, argilo-calcário, interessou-me degustar… Continue a ler

Posted on Em Ribatejo Cool

Comes & bebes – Três malgas de azeitonas

A oferta de três malgas de azeitonas, malgas bojudas ao modo de seios bem cheios, vieram num tabuleiro de louça, encontrei-as na banca da cozinha, curioso, lambareiro, provei uma, após a ter degustado pensei na minha médica, a Doutora Rosa Maria Feliciano, isto porque ela acompanha as variações no meu organismo e aquelas azeitonas reboludas,… Continue a ler

Posted on Em Ribatejo Cool

Comes & bebes – Ataque ao desperdício

Finda a quadra natalícia, entrados no novo ano, não custa nada, antes pelo contrário ganhamos se procedermos à usança económica de não desperdiçarmos comidas e bebidas sobrantes, neste caso das festividades terminadas no dia seis de Janeiro. Dia de reis. As senhoras cujos rendimentos são escassos ou que lhes repugna deitar fora restos capazes de… Continue a ler

Ir para Início