vitor franco

Posted on Em Opinião

“Longa presidência ao camarada Presidente da Câmara!”

Acompanhei, interessado, os milhares de reações à entrevista de cinco páginas do Sr. Presidente da Câmara de Santarém. Umas pessoas exultaram, outras traçaram rasgados elogios no Facebook; até da China vieram declarações de apoio. Magnífico! Em Pernes o povo saiu à rua em manifestação apoiando a construção do pavilhão desportivo que está prometido há 30… Continue a ler

Posted on Em Opinião

Santarém, cidade de aparências

As décadas que levo de vivências no burgo scalabitano consolidaram em mim uma imagem da cidade em que conta mais o parecer do que o ser. Santarém sempre transmite uma imagem de cidade individualista no sentido negativo da palavra e uma cidade de individualidades. Com indivíduos e individualidades sem chegar a ser uma comunidade. Quase… Continue a ler

Posted on Em Opinião

É preciso melhorar o trabalho por turnos

Imagine que hoje, dia 24, tem de trabalhar das 16h à meia-noite, ou que vai entrar à meia-noite até às 8 da manhã. E que no dia 31 de dezembro terá de trabalhar também das 16h à meia-noite, ou que vai entrar à meia-noite até às 8 da manhã. Imagine que trabalhou das 16 à… Continue a ler

Posted on Em Opinião

Vociferai, ó vítimas…

Enquanto o Rio Maior se enche de jacintos de água que chegam a cobrir por completo a sua superfície, como no concelho do Cartaxo, há vozes troantes indignando-se contra Greta Thunberg! Enquanto o Almonda seca e muitos dias nem sequer chega a desaguar no Tejo, a ira assalta o Facebook contra os manifestantes ambientalistas de… Continue a ler

Posted on Em Opinião

Nunca hás-de ser alguém!

“Nunca hás-de ser alguém” é uma afirmação que se ouve com alguma frequência por educadores e até pais a crianças. Foi o que um dia um professor disse a uma criança filha de imigrantes. Aos 15 anos, o irrequieto jovem foi declarado indesejado na escola “a sua presença na escola prejudica o respeito que os… Continue a ler

Posted on Em Opinião

Era uma vez uma velhinha que tinha a reforma muito baixinha…

A velhinha vivia embrulhadinha na sua mantinha… Um dia a luz foi-se… A velhinha telefonou ao piquete a pedir a reparação da sua luzinha… Foi aqui que entrou a minha ação, na reparação da sua luzinha… Acesa a luzinha a velhinha continuou embrulhadinha na sua mantinha… Veio o Vítor e perguntou-lhe se ela não tinha… Continue a ler

Posted on Em Opinião

Você é um robot consumista?

Se lhe dissesse para não dar prendas neste Natal chamar-me-ia maluco! Se lhe dissesse para então só dar uma única prenda combinada com a família chamar-me-ia com outro sinónimo… Agora se eu lhe dissesse que descobri o Pai Natal quando uma noite vi a minha mãe colocar uma prenda simbólica no sapato, que tinha deixado… Continue a ler

Posted on Em Opinião

Votar ou comprar raspadinhas?

A raspadinha, ou o jogo de sorte [e azar], como “solução” para os problemas da vida tornou-se uma “praga” generalizada. É fácil encontrar lugares onde se vendem jogos de sorte, mesmo próximos de escolas; estes jogos tornaram-se socialmente bem aceites. Essa aceitação favorável reside numa palavra: esperança! Milhões de pessoas gastam milhões de euros na… Continue a ler

Posted on Em Opinião

As bactérias e o Sporting

Já imaginou que o seu intestino é habitat de cem mil milhões de bactérias!? Olhe, se conseguisse ver-se livre de tanta bactéria ficaria mais magro dois quilos. A minha avó diria que esses microrganismos são “beras como a ferrugem”… É que alguns nem precisam de oxigénio para crescer, chamam a esses “beras” os organismos anaeróbicos.… Continue a ler

Posted on Em Opinião

Pelo direito à greve!

A pergunta que interessa fazer é: será por capricho que a grande maioria de um setor profissional decide fazer greve, com uma determinação assinalável, perdendo o seu salário, só pelo facto de estar a ser encantada por um dirigente? Importa refletir com serenidade! Um salário base muito baixo. O salário base é o elemento mais… Continue a ler

Ir para Início