Alojamento para estudantes do ensino superior aumenta também no distrito

Em Educação/Região

No distrito de Santarém, o alojamento para estudantes apenas aumenta em Abrantes, que passa de 18 para 26 camas, continuando o Instituto Politécnico de Santarém com 281 camas e o Politécnico de Tomar com 246 alojamentos. No próximo ano letivo, a nova residência de estudantes da Escola Superior de Desporto irá aumentar a capacidade de alojamento de estudantes no distrito.

No país, cerca de mais 600 novas camas já estão disponíveis para os estudantes do ensino superior, representando um aumento de 4% face ao ano letivo anterior. Um total de 15.965 camas passam agora a ser disponibilizadas (eram 15.370 no ano letivo 2017/2018).

Este reforço no alojamento para estudantes do ensino superior deve-se a um esforço conjunto desenvolvido no âmbito do Plano Nacional para o Alojamento no Ensino Superior (PNAES) que envolve pousadas da juventude, infraestruturas militares, dioceses e misericórdias, entre outros parceiros.

Entretanto, estão em curso várias outras ações realizadas pelas próprias instituições de ensino superior e as autarquias, entre outros atores públicos e privados, que serão oportunamente divulgadas.

Estas novas camas refletem um aumento inédito na oferta do alojamento para estudantes a preços regulados, designadamente de 19% no Porto e de 11% em Lisboa. Esta possibilidade de utilização de alojamento para estudantes do ensino superior vem permitir uma resposta imediata às necessidades de alojamento, enquanto decorrem obras de remodelação de imóveis públicos ao abrigo do Fundo Nacional de Reabilitação do Edificado, assim como outras iniciativas em curso pelas próprias instituições de ensino superior e pelas autarquias.

Nos últimos 4 anos aumentou em mais de 1.400 o número de novas camas disponíveis, a preços regulados, para estudantes do ensino superior, permitindo inverter a tendência verificada até 2015.

Entretanto, no âmbito do Plano Nacional para o Alojamento no Ensino Superior (PNAES), foram iniciados vários processos de obras de remodelação de imóveis públicos, estando desde já previsto serem iniciadas, ainda em 2019, várias obras que permitirão disponibilizar mais 3.200 camas. Adicionalmente, em 2020, estão previstas iniciarem-se outras obras orientadas para disponibilizar mais 4.700 camas.

No contexto das obras em curso e a iniciar até ao final de 2020, está previsto que em 2020 já estejam disponíveis mais 2500 camas, enquanto em 2021 estarão disponíveis mais 2700 camas. Estes dados evoluirão de acordo com a execução do PNAES, que está a ser orientado para vir a permitir, nos próximos 4 anos, aumentar em 12 mil a oferta do número de camas em todo o país.

O PNAES é uma estratégia nacional que visa duplicar na próxima década a atual oferta de alojamentos para estudantes do ensino superior a preços regulados, aumentando essa oferta para 30 mil camas até 2030. Este plano traduz-se num processo dinâmico e evolutivo, envolvendo ativamente as instituições de ensino superior e as autarquias, para além de outras entidades, incluindo pousadas da juventude, infraestruturas militares, dioceses e misericórdias.

Oferta total de camas a preços regulados, por concelho

ConcelhoN.º de camas
20182019
Abrantes 18 26
Almada 208 208
Angra do Heroísmo 92 92
Aveiro 1139 1147
Barcelos 40 40
Barreiro 12 12
Beja 331 335
Braga 845 845
Bragança 397 399
Caldas da Rainha 222 222
Castelo Branco 318 354
Coimbra 1831 1831
Covilhã 813 813
Elvas 74 74
Évora 527 527
Faro 524 540
Funchal 209 209
Guarda 394 394
Guimarães 554 562
Horta 18
Idanha-a-Nova 106 106
Leiria 445 445
Lisboa 1727 1913
Melgaço 4
Oeiras 304 304
Peniche 96 96
Ponta Delgada 255 255
Ponte de Lima 134 144
Portalegre 198 198
Portimão 28 52
Porto 1408 1669
Santarém 281 281
Seia 31 31
Setúbal 294 294
Tomar 246 246
Viana do Castelo 315 325
Vila do Conde 101 101
Vila Real 535 535
Viseu 318 318
Total Nacional 15370 15965

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Recentes de Educação

Ir para Início